Translate

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Seca

O vento assobia
Anunciando a chuva que vem de longe.
Enquanto as nuvens frias
Surgem, assustando o sol que se esconde.

Estrondos fortes e majestosos
Reinam sobre a terra fervente
O céu chora silencioso
Derrubando fortes lágrimas quentes.

A ‘pele’ da terra clama
Por água para o verde crescer
Mas a seca injusta e cigana
Teima em outra parte ‘nascer’.
Por Mariane N. de Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UP agradece sua visita e o seu comentário. Sinta-se sempre bem vindo ao nosso cantinho.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...