Translate

domingo, 21 de outubro de 2012

Garras de assassino

Da minha boca gritos ecoam
Dos meus olhos lágrimas caem
Das suas mão meu coração voa
Arrancado com garras de bandido.

Pelo chão o sangue pinga
Deixando marcas da minha dor
Em minha mente a alma grita
Sofrendo por seu amor.

Nos meu olhos, veem sua imagem
Levando meus sonhos e indo embora
Deixando-me no chão, agonizando
Lutando por vida de outrora.

Por Mariane N. Souza

No silêncio do escuro

Um sonho dividido entre dois mundos
A verdade ou a mentira?
Aceitar ou encerrar tudo de vez?
Esperar cada passo, guardar cada sentimento
Imaginar um beijo, “sentir em pensamento”. 
Um labirinto separando duas almas “imortais” 
Dividas em mundos surreais. 
Ela de Marte, ele de Vênus 
Uma porta aberta e um espaço pequeno. 
Pelo labirinto ela corre 
Procurando a saída mais rápida. 
Contra o vento ela luta e de longe um grito escuta. 
Dois mundos, duas almas 
Perdidas no tempo e no destino 
Querer e não poder. 
O desespero aparece, as lágrimas começam a rolar 
Ao longe ela o vê de braços abertos, óculos escuro e sorriso largo no rosto branquinho e corado pelo vento gelado. 
Corações palpitando, pulso forte, rosto suado e respiração ofegante. 
Um abraço apertado. Dois mundos entrelaçados. 
Ele parado sentindo o corpo quente de sua amada e ela o olhando, admirando sua beleza. 
Amor impossível e utópico mesclado com realidade. 
Em suas costas um labirinto vazio e ultrapassado. 
Os dois, de mãos dadas, seguem o caminho no lindo jardim verde que ele não vê e ao som dos pássaros que ela não ouve. 
A cegueira e surdez de braços dados em busca do amor, agora possível e aclamado.



Por Mariane N. Souza

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Mãe de Deus

Em tuas mãos deixamos nossa vida
Em teu nome vemos a pureza
Tua presença cura todas as feridas
Que nascem das profundezas.



Minha, tua, nossa mãe
Mulher que nos faz crer
Que o amor ainda existe
E que a Fé irá, sempre, prevalecer.


Com ela aprendemos a semear
Aquilo que Deus pregou
Que o próximo temos que amar
E crer Naquele que nos salvou.

Obrigada Mãezinha
Por estar sempre conosco
Pelas estradas que sempre caminha
Ao lado do seu povo.

Por Mariane N. Souza




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...