Translate

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Mais uma história brasileira

Barcos estão chegando, todos pulavam e não sabiam o que dizer ou o que fazer, com suas lanças à beira do rio esperavam os novos visitantes, mal sabiam eles que esses barcos “tomariam” seu território. Chegaram homens cheios de roupas, mulheres muito bem arrumadas, freis e padres. Eram muitos, barcos de todos os lados, de todos os lugares. 
Línguas diferentes, um tanto quanto incomunicável: 
_Quem são, o que querem? Todos assustados olhavam não conseguindo entender o que era aquilo. Pessoas seminuas, somente com um penacho na cabeça e um “tapa sexo” – como dizia o Tarzan - as mulheres nuas, sendo “digeridas” pelos olhos dos novos visitantes. O povo selvagem não entendia o porquê de tantas roupas, e aqueles “penduricalhos” pelos braços, orelhas e pescoços das mulheres da “outra tribo”, ficavam olhando as pedras brilharem e assustados. Mães escondendo filhos, homens protegendo suas mulheres... 
De tanta insistência e presentes, conseguiram fazer desse povo do corpo de fora e de mulheres bonitas seus “escravos”, os homens trabalhavam e as mulheres satisfaziam seus “desejos”; enquanto isso os freis e padres o ensinavam mais sobre outra cultura, língua e sobre seu deus. 
Muito tempo se passou, os homens brancos tomaram o local, que foi cobiçado e invadido por outros “caras pálidas”, onde “roubaram” terras, destruíram famílias e acabaram com a natureza daqueles que, até certo tempo, viviam nas sombras das árvores, comiam os frutos fresquinhos, tomavam água limpinha, banho de rio, brincavam entre as areias da praia e viviam em paz com os animais e tudo que era vivo. 
Os agora crentes no Deus Tupi, acreditavam em outro Deus, aprenderam uma nova língua, outras culturas, comidas diferentes, tiveram filhos de “outras cores”, usavam roupas e começavam a serem chamados de Civilizados, porém suas raízes, crenças, cultura, ritos, valores... ficaram presos nos mesmos lugares onde os homens brancos pisotearam e “cuspiram”. 
Enfim assim iniciou-se a história brasileira, os portugueses chegaram e mudaram tudo, então vieram os espanhóis com suas castanholas, os italianos e a massa deliciosa, os japas e seus pratos diferentes, porém deliciosos... Uma miscigenação de etnias nascidas “a força”, mas que formou esse nosso Brasil, de gente bonita e animada, cada um com suas peculiaridades, sua cultura inconfundível, mulheres lindas, povos calorosos, lugares encantadores, pratos espetaculares, trabalhos maravilhosos... Então agradecemos aos nossos Índios por tudo que fizeram e suportaram para fazer do que hoje conhecemos por ENTRE OUTRAS MIL ÉS TU BRASIL, Ó PÁTRIA AMADA... Então termino esse pequeno artigo com um pedacinho de um poema que mostra o quão incrível é nosso país que os Índios 'construíram':

“... Nosso céu tem mais estrelas, 
Nossas várzeas têm mais flores, 
Nossos bosques têm mais vida, 
Nossa vida mais amores”...
(Gonçalves Dias)

Parabéns os Índios por seu tão merecido dia e que suas histórias e lendas sobrevivam a eternidade.

Por Mariane N. Souza
19 de abril dia do Índio

Um comentário:

  1. MUITO BOM MUITO BOM MESMOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!MIRIAM

    ResponderExcluir

UP agradece sua visita e o seu comentário. Sinta-se sempre bem vindo ao nosso cantinho.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...