Translate

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Palavras em dia de chuva

Os dedos que aqui digitam, são os mesmos que secam as lágrimas e as gotas de chuva que pingam sobre a mesa. Os olhos que aqui enxergam são os mesmo que veem as árvores balançarem com o vento e transbordam quando sentem o coração partido. A boca que aqui fala é a mesma que chama por nomes singelos e ao mesmo tempo fortes como o trovão que corre atrás dos clarões e raios que caem. Os pés que por aqui andam são os mesmos que se vão nas tardes chuvosas e voltam nas manhãs quentes. As palavras aqui escritas são as mesmas que no coração habitam, pela boca são pronunciadas, pelos olhos são lidas, pelos dedos dão digitadas e pelos pés pisoteadas.

Por Mariane N. Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UP agradece sua visita e o seu comentário. Sinta-se sempre bem vindo ao nosso cantinho.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...