Translate

domingo, 29 de junho de 2014

Som do Poeta

Talvez esse seja o "som do poeta"
Um grunhir qualquer que se ouve ao longe...
As estrelas que "ardem cintilantes" na escuridão...
O vento que entra e bate nas cortinas barulhentas...
As teclas de uma máquina...
O amassar de papeis...
O colocar da caneca sobre a mesa...
Os carros que passam...
O tilintar do sino na madrugada...
Um bêbado que pisa sobre as folhas secas da rua vazia...
A melancólica melodia que se espalha...
O respiro que se sente...
E a lágrima que cai.

Por Mariane N. Souza
Fonte: Google Images


Nenhum comentário:

Postar um comentário

UP agradece sua visita e o seu comentário. Sinta-se sempre bem vindo ao nosso cantinho.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...