Translate

domingo, 21 de outubro de 2012

No silêncio do escuro

Um sonho dividido entre dois mundos
A verdade ou a mentira?
Aceitar ou encerrar tudo de vez?
Esperar cada passo, guardar cada sentimento
Imaginar um beijo, “sentir em pensamento”. 
Um labirinto separando duas almas “imortais” 
Dividas em mundos surreais. 
Ela de Marte, ele de Vênus 
Uma porta aberta e um espaço pequeno. 
Pelo labirinto ela corre 
Procurando a saída mais rápida. 
Contra o vento ela luta e de longe um grito escuta. 
Dois mundos, duas almas 
Perdidas no tempo e no destino 
Querer e não poder. 
O desespero aparece, as lágrimas começam a rolar 
Ao longe ela o vê de braços abertos, óculos escuro e sorriso largo no rosto branquinho e corado pelo vento gelado. 
Corações palpitando, pulso forte, rosto suado e respiração ofegante. 
Um abraço apertado. Dois mundos entrelaçados. 
Ele parado sentindo o corpo quente de sua amada e ela o olhando, admirando sua beleza. 
Amor impossível e utópico mesclado com realidade. 
Em suas costas um labirinto vazio e ultrapassado. 
Os dois, de mãos dadas, seguem o caminho no lindo jardim verde que ele não vê e ao som dos pássaros que ela não ouve. 
A cegueira e surdez de braços dados em busca do amor, agora possível e aclamado.



Por Mariane N. Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UP agradece sua visita e o seu comentário. Sinta-se sempre bem vindo ao nosso cantinho.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...